Conheça 5 hábitos que prejudicam a saúde da pele

A saúde da pele depende de diferentes tipos de cuidados e proteção, mas com a mudança de 5 hábitos você já consegue contribuir para a saúde da pele. Saiba mais!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Vamos aproveitar esse 5 de fevereiro, Dia Nacional do Dermatologista, para falar sobre o maior órgão do corpo humano: a pele.

Já parou para pensar no quanto ela é importante? Dentre as funções mais evidentes estão o controle na temperatura corporal, a sua proteção imunológica, a percepção dos sentidos e até mesmo o seu papel na absorção de vitamina D por meio da exposição solar.

A saúde da pele depende de diferentes tipos de cuidados e proteção. Confira esses 5 hábitos para evitar e comece já os cuidados com a sua derme.

1. Esquecer o protetor solar

O uso de protetor solar é essencial para a saúde da pele. A lógica desse produto é funcionar como barreira química e física à radiação solar dos raios ultravioletas (UV), que chegam até a Terra e geram reações químicas no nosso organismo.

Dentre esses, os raios UVA são os que promovem a produção de vitamina D e melanina, nos deixando bronzeados. Porém, o seu excesso degrada o colágeno, causa o envelhecimento precoce da pele e também contribui para o aparecimento do câncer de pele. 

Já os raios UVB são os mais perigosos: degradam tecidos e células, causando queimaduras solares, vermelhidão e alergias, e ainda são responsáveis pelo câncer de pele ao causarem tumores benignos (não cancerosos) ou malignos. 

Por isso, um protetor solar realmente eficiente é aquele que nos protege dos raios UVA e UVB, além de conter o FPS de no mínimo 30. Esse é o principal método preventivo para o câncer de pele, doença que corresponde a 33% dos diagnósticos de câncer no Brasil.

A ação dos raios solares na pele é cumulativa, ou seja, os efeitos nocivos se acumulam no organismo a cada exposição ao sol desprotegida. Logo, é necessário que o uso de filtros solares seja diário, e não somente em momentos de lazer ao ar livre.

A reaplicação do produto é outro ponto que precisa ser considerado. O indicado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia é reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, quando há exposição direta ao sol. No dia a dia, é necessário aplicar uma boa quantidade pela manhã e reaplicar antes do horário do almoço.

2. Não conferir a lista de ingredientes dos cosméticos

Algumas fórmulas de produtos de higiene e beleza podem conter potencialmente nocivos, alguns produtos de higiene e beleza contêm em suas fórmulas. São shampoos, sabonetes, cremes e outros cosméticos com conservantes, fragrâncias sintéticas e outros tipos de ingredientes polêmicos.

Um ingrediente bastante conhecido é o parabeno, uma substância derivada do petróleo que além de promover uma falsa hidratação para pele e cabelos, está relacionada com algumas doenças hormonais como o ovário policístico.

Além dos parabenos, podemos citar também chumbo, ftalatos, benzofenonas, triclosan, octinoxate, resorcinol e agrotóxicos. Esses componentes são disruptores endócrinos em potencial, capazes de imitar ou alterar o sistema hormonal. Isso faz com que problemas hormonais já existentes se acentuem, além de manifestar diferentes tipos de alergia. 

3. Consumo excessivo de açúcar

O alto consumo de açúcar também pode trazer riscos à pele. Por prejudicar o sistema imunológico, a glicose favorece o aparecimento de micoses e ainda contribui para inflamações na pele. 

Além disso, altos níveis de açúcar no sangue também aceleram o processo de envelhecimento da pele, já que desencadeiam a produção de radicais livres.

4. Falta de vitaminas

Seguindo a premissa da famosa expressão “você é o que você come”, a ingestão de vitaminas e minerais influencia diretamente na saúde da pele, cabelos e unhas. 

Além do aspecto estético, o consumo ideal de nutrientes contribui no bom desempenho do corpo como um todo. A carência de vitaminas do complexo B, vitamina C, ferro, zinco, cobre, manganês e selênio no organismo influenciam no poder cicatrizante da pele, atrasando a melhora de feridas e outros problemas cutâneos como psoríase e dermatite atópica.

5. Não higienizar corretamente as mãos

A higiene das mãos é uma das principais estratégias para a prevenção de diferentes contaminações, por evitar a disseminação de microorganismos nocivos à saúde. Com a saúde da pele não é diferente.

A higiene das mãos é importante já que as mãos podem levar para a pele do rosto e de outras partes do diferentes tipos de germes. Esses microorganismos e sujeiras podem piorar quadros de acne, e ainda contaminam a pele com bactérias e fungos, agentes de graves inflamações, como furúnculos e comedões.

O que é uma pele saudável?

Uma pele saudável não significa uma aparência isenta de rugas, manchas e imperfeições estéticas. É natural que ao longo dos anos ocorra a perda de hidratação, elasticidade e apareçam as marcas do tempo, mas com os cuidados adequados para a sua pele é possível preservar a saúde e o bem estar da pele.

Se optar por realizar procedimentos estéticos, sempre procure um médico dermatologista e não os faça em condições suspeitas ou com pessoas que não estão aptas.

Quer receber mais dicas de saúde? Siga o @fazumhilab no Instagram e fique ligado no seu feed!

Endocrine Society. Introdução aos disruptores endócrinos (DEs). Disponível em: <https://www.endocrino.org.br/media/uploads/PDFs/ipen-intro-edc-v1_9h-pt-print.pdf> Acesso em: 02/02/2021.

Ministério da Saúde. Micoses. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2094-micoses#> Acesso em: 02/02/2021.

Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Câncer da pele. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/cancer-da-pele/64/> Acesso em: 02/02/2021.

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Cuidados diários com a pele. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/> Acesso em: 02/02/2021.

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Envelhecimento. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/envelhecimento/4/> Acesso em: 02/02/2021.

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Furúnculo. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/furunculo/40/> Acesso em: 02/02/2021.

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Higiene das mãos: uma das principais medidas para prevenção das infecções relacionadas à assistência à saúde. Disponível em: <
https://www.sbd.org.br/COVID19/higiene-das-maos//> Acesso em: 02/02/2021.

Leia mais:

Gostou do artigo? Avalie

Média da classificação / 5. Número de votos:

Acompanhe novidades sobre saúde e bem-estar: assine a nossa newsletter.

Para entrar em contato com a central de atendimento é necessário aceitar a Politica de Cookies.