Médico urologista: quando procurar e o que ele faz?

Nos últimos anos, se tornaram comuns no Brasil as campanhas de novembro azul, que reafirmam a importância da prevenção ao câncer de próstata. De forma positiva, essas campanhas também acabam levantando outras questões que envolvem a saúde do homem e a atuação do médico urologista.

Apesar de muitas pessoas reconhecerem a urologia apenas pelos seus cuidados com a saúde genital masculina, esta área também é responsável pela saúde do trato urinário de ambos os sexos, já que tanto homens quanto mulheres possuem rins, bexiga e uretra, o canal por onde passa a urina.

Entenda melhor sobre as funções de um urologista lendo o texto a seguir.

O que faz um urologista?


A Urologia é uma especialidade médica que trata as doenças do sistema urinário (aparelho urinário) masculino e feminino, assim como é o especialista das doenças do sistema genital masculino. Apesar de seu acompanhamento ser amplamente recomendado para homens com mais de 50 anos, esse profissional acompanha os pacientes desde a infância até a terceira idade.

Todo urologista é um cirurgião, já que em sua carreira acadêmica o profissional passa pela formação em Cirurgia Geral antes de se especializar em Urologia. Como a área possui uma ampla atuação, esse profissional também pode cuidar do diagnóstico e tratamento de doenças urológicas ao atender no consultório ou focar seu atendimento em procedimentos cirúrgicos.

O urologista também é essencial no acompanhamento de cirurgias de redesignação sexual para pacientes transgêneros de ambos os sexos, orientando e acompanhando o resultado das funções genitais no pós-cirúrgico.

Quais doenças podem ser avaliadas pelo urologista?


De acordo com os os sintomas apresentados pelo paciente, o urologista pode diagnosticar e oferecer o tratamento ao avaliar a saúde dos seguintes órgãos:

  • Rins: os problemas mais comuns nesse órgão são pedras, cistos e tumores.
  • Bexiga: infecções urinárias, cálculos, dentre outras dificuldades para urinar como a bexiga caída, mais comum em mulheres.
  • Uretra: uretrite, estenose de uretra e câncer uretral.
  • Próstata: prostatite, infecções, e Hiperplasia Benigna Prostática, que ocorre quando há o aumento benigno da próstata.
  • Órgãos genitais masculino: tumores de testículo, atrofias testiculares e outras disfunções reprodutivas e sexuais do homem que englobam o  pênis, testículos, próstata e vesícula seminal. 

Procedimentos e exames urológicos 


Há exames que só o urologista vai pedir, como um estudo urodinâmico, teste que consegue rastrear algumas disfunções no trato urinário inferior (bexiga, próstata e uretra). Esse exame indicado para avaliar Incontinência Urinária, Retenção Urinária, Hiperplasia Benigna da Próstata, Síndrome da Bexiga Hiperativa, entre outros problemas.

Entre os exames físicos estão o exame de toque retal, onde o urologista pode avaliar a próstata, sua consistência e tamanho, entre outros sinais que indicam doenças prostáticas.

Dentre os procedimentos, a Endourologia usada no tratamento das doenças urológicas por meio de uma endoscopia, onde são introduzidos os instrumentos necessários pela uretra. Com a endourologia, tumores de rim e bexiga, cálculos renais e outras doenças prostáticas podem ser tratadas de forma mais segura, por não ser um procedimento invasivo.

Qual a diferença entre o médico urologista e o nefrologista?


Enquanto o nefrologista se concentra em disfunções e doenças dos rins, o urologista cuida de forma ampla de problemas que afetam todo o trato urinário. Além disso, o nefrologista possui uma formação clínica geral, enquanto o urologista possui uma base acadêmica voltada para a atuação cirúrgica. Juntamente, as duas especialidades complementam os cuidados com a saúde renal e promovem qualidade de vida aos pacientes.

Andrologia e a saúde sexual masculina


Dentre as diversas práticas da Urologia está a Andrologia, subespecialidade dedicada ao estudo e ao cuidado da saúde íntima masculina. O andrologista é especialista na função sexual masculina, avaliando o sistema reprodutor e até mesmo questões hormonais. 

Em síntese, no que se refere ao sistema reprodutor masculino, o urologista é para o homem o que o ginecologista é para a mulher. Esse profissional é capaz de avaliar diversos problemas que cercam a saúde íntima do homem como disfunções sexuais, infertilidade, disfunção erétil, ejaculação precoce e Infecções Sexualmente Transmissíveis, conhecidas como ISTs, além de promover métodos contraceptivos masculinos, como o uso da camisinha ou até mesmo a vasectomia, um procedimento que consegue deixar o homem estéril.

A Sociedade Brasileira de Urologia também consente o acompanhamento do andrologista no início das atividades sexuais de jovens. Esse acompanhamento pode rastrear desde uma simples fimose ou excesso de prepúcio que pode interferir negativamente a vida sexual dos homens, até casos de varicocele que podem causar infertilidade masculina.

E ainda, para ajudar o paciente no que se refere à fertilidade, o andrologista pode interagir com outras especialidades médicas, como a ginecologia e genética médica. 

Como o urologista pode ajudar pacientes do sexo feminino?


Além do urologista tratar doenças do trato urinário independentemente do sexo do paciente, existe uma subespecialidade da Urologia dedicada para o sistema urinário feminino chamada Uroginecologia. Essa área investiga incontinências urinárias na mulher, prolapsos, distopias uterinas e entre outras patologias.

Gostou do conteúdo? Nos encontre também nas redes sociais e acompanhe mais dicas de saúde.

Sociedade Brasileira de Urologia. Boa Prática Urológica. Disponível em:<http://rodrigowan1.dominiotemporario.com/doc/Manual_da_Boa_Pratica_Urologica.pdf> Acesso em: 27/11/2020

Sociedade Brasileira de Urologia. O que faz um urologista. Disponível em:<http://sbu-sp.org.br/publico/o-que-faz-um-urologista/> Acesso em: 27/11/2020

Sociedade Brasileira de Urologia. Reflexões e orientações sobre a cirurgia de redesignação sexual. Disponível em: <http://sbu-sp.org.br/medicos/wp-content/uploads/2018/09/Revista-BIU-Ed15_baixa.pdf> Acesso em: 27/11/2020

UFRGS. Protocolo de encaminhamento para Urologia Adulto. Disponível em:<https://www.ufrgs.br/telessauders/documentos/protocolos_resumos/ptrs_urologia.pdf> Acesso em: 27/11/2020

UNICAMP. Urologia Fundamental. Disponível em:<https://www.fcm.unicamp.br/fcm/sites/default/files/2016/page/urologia_fundamental.pdf> Acesso em: 27/11/2020

Compartilhar artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Artigos relacionados:

Para entrar em contato com a central de atendimento é necessário aceitar a Politica de Cookies.