Coronavírus: notícias da semana – 14/09

Acompanhe os principais acontecimentos dos últimos dias sobre a pandemia de COVID-19. Vamos passar a quarentena juntos e bem informados!
coronavírus-notícias-Hilab
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Acompanhe os principais acontecimentos dos últimos dias sobre a pandemia de COVID-19.

Vamos passar a quarentena juntos e bem informados! Toda semana trazemos uma coletânea dos últimos acontecimentos da pandemia, com as fontes mais confiáveis.

Confira as principais notícias, e se puder, fique em casa!

Brasil

É fake: vídeo acusa supostas mortes causadas pela CoronaVaC

A informação falsa de que jovens irmãos faleceram ao tomar a vacina viralizou na internet. Porém, o Instituto Butantan, responsável pelos testes da CoronaVac no Brasil, afirma que até o momento não houve nenhuma reação adversa, além de não realizarem os testes em menores de idade – confira aqui.

Mortes de idosos em casa aumenta em 78%, de acordo com Fio Cruz

Conforme estudo realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), desde o início da pandemia de COVID-19 houve um crescimento de 78% no número do óbito de idosos que morreram fora de hospitais, ou seja, em casa ou em abrigos. A comparação dos números atuais foi realizada com dados de 2017-2019 – confira aqui.

Brasil retorna à média estável de casos e mortes por COVID-19

Após apresentar queda de casos e mortes por COVID-19 na última semana, as ocorrências voltaram a estabilidade, com a média de 731 mortes por COVID-19. No momento, país possui 132.117 mortes confirmados e 4.349.544 diagnósticos – confira aqui.

Mundo

Como é possível saber qual país está fazendo o certo?

Como são julgados os esforços realizados por todos os países na reação contra a pandemia? Dominic Wilkinson, professor de ética médica da Universidade de Oxford, discute sobre como a ética interfere nas decisões comuns, além da base científica – confira aqui.

Índia se torna o segundo país com mais casos de COVID-19, ultrapassando o Brasil 

Chegando a 4,2 milhões de infecções pelo novo coronavírus, o país fica atrás apenas dos Estados Unidos, que possui mais de 6,4 milhões de casos confirmados – confira aqui.

Reabertura de tradicionais pubs de Dublin é adiada

Inicialmente anunciada para 10 de agosto, a reabertura dos demais pubs foi adiada para 21 de setembro. A data foi mantida para toda a Irlanda, exceto para a capital, Dublin, onde serão permitidas reuniões residenciais de até 6 pessoas – confira aqui.

‘Sem máscaras’ são condenados a cavar sepulturas na Indonésia

Grupo de oito pessoas que desrespeitou a determinação do governo de usar máscara em locais públicos, recebeu como punição a obrigatoriedade de cavar covas em um cemitério de Ngabetan, em um dos principais pólos industriais da Indonésia – confira aqui.

Vacina

Não teremos vacinas da COVID-19 para todos até 2024, diz maior produtor

“Vai demorar de quatro a cinco anos para que todos recebam a vacina neste planeta”, afirmou o presidente do Instituto Serum da Índia ao FT, uma das maiores fabricantes de vacinas. O responsável ainda explica que “as companhias farmacêuticas não estão aumentando a sua capacidade de produção rápido o suficiente para vacinar a população global em um período curto de tempo” – confira aqui.

Universidade de Oxford e AstraZeneca retomam testes da vacina

Após suspender os testes por 6 dias, a empresa farmacêutica anunciou a retomada neste neste sábado (12), para os ensaios feitos no Reino Unido. Mas no Brasil, a volta aos testes depende de liberação da Anvisa – confira aqui.

Descobertas

Estudo holandês aponta que imunidade contra coronavírus dura pouco

Um estudo desenvolvido pela Universidade de Amsterdã sugere que a imunidade adquirida contra o Sars-CoV-2, vírus que causa a covid-19, tem curta duração. Os pesquisadores avaliaram 10 pacientes que tiveram coronavírus similares ao Sars-CoV-2 por 35 anos e concluíram que a reinfecção com o mesmo coronavírus sazonal ocorria, com frequência, 12 meses após a infecção. O estudo foi publicado ontem na “Nature Medicine” – confira aqui.

Estudo comprova que coronavírus é capaz de invadir cérebro

Ttrabalhos científicos brasileiros assinados por especialistas da UFRJ, Fiocruz e Instituto D’or, comprovam que o novo coronavírus é capaz de invadir o cérebro, podendo provocar uma infecção potencialmente mais grave e letal do que a registrada nos pulmões  – confira aqui.

Dicas

Espinhas, queda de cabelo e psoríase: como a pandemia agrava problemas de pele 

Desde o início da pandemia, milhões de pessoas se isolaram para evitar a contaminação. Mas o estresse e a falta de sol causados pelo tempo dentro de casa podem ser um gatilho para causar ou agravar de doenças de pele. Saiba como evitar esses problemas – confira aqui.

COVID-19 e piscina: veja dicas e cuidados

Com o tempo ensolarado e mais quente, há a ansiedade de se refrescar na água. Será que é seguro em tempos de pandemia? De acordo com o estudo do Conselho Superior de Pesquisas Científicas da Espanha, a água não é um ambiente amigável para o coronavírus. Saiba quais as questões envolvidas – confira aqui.

Boas notícias

Idoso de 102 anos, que teve gripe espanhola, vence também a COVID-19

Em Minas Gerais, o lavrador aposentado Raimundo Leonardo de Oliveira de 102 anos acaba de vencer a segunda pandemia. O homem teve gripe espanhola em 1918, aos 9 meses de idade, e 102 depois venceu a COVID-19 – confira aqui.

USP comprova eficácia de máscara que inibe 99% do novo coronavírus 

Com um tempo de exposição mínimo de dois minutos, a máscara facial Oto Mask, inibindo mais de 99% do novo coronavírus. O produto é composto de elastômero termoplástico com aplicação do antimicrobiano, altamente eficiente na proteção contra a COVID-19 – confira aqui.

Conte com o Hilab para ficar por dentro dos acontecimentos mais importantes sobre a pandemia. Semana que vem voltamos com o boletim atualizado com mais notícias, assim você não perde nada. Até lá!

Leia mais:

Gostou do artigo? Avalie

Média da classificação / 5. Número de votos:

Acompanhe novidades sobre saúde e bem-estar: assine a nossa newsletter.

Para entrar em contato com a central de atendimento é necessário aceitar a Politica de Cookies.